09/10/2018
Uma boa maneira de passar a limpo ruas e redes sociais


Confira mais um artigo da juíza Maria Aparecida Sarmento Gadelha, presidente da AMPB:
 
Primeiro turno das Eleições concluído com sucesso. Mais de 200 juízes e juízas conduziram um dos processos eleitorais, especialmente do ponto de vista operacional, mais tranquilos dos últimos tempos.  Estavam preparados para ações guiadas pelo clima de polarização ideológica, intolerância e animosidade com os quais se deparavam todos os dias, nas redes sociais. Ao contrário do que pensávamos e de maneira geral, o que se observou foi o transcurso de um pleito extremamente pacífico, sem intercorrências que maculassem o processo democrático.
 
Os jovens eleitores não vivenciaram e talvez não consigam imaginar, mas, há muito pouco tempo, o período de propaganda eleitoral deixava seu rastro de sujeira nas ruas, ali perdurando por meses ou até que nova eleição viesse e novamente tomasse conta das nossas vias. Cartazes colados em postes e prédios públicos – muitas vezes rasgados ou cobertos por outros -, outdoors estampando candidatos e suas promessas raras vezes cumpridas, fachadas de casas e prédios inteiramente pintados de cores de partidos, panfletos espalhados nos quatro cantos das cidades.  Enfim, poluição visual de tal monta que reduzia nossas cidades a lixo.
 
Avançamos. Não vemos mais a população, especialmente a mais humilde, vestir-se de camisetas de campanhas, as vias públicas estão absolutamente livres de bandeiras, cartazes, outdoors e folhetos.
 
Mas não evoluímos tanto. Estamos sujeitos hoje a uma poluição que contamina não as ruas, mas nossas emoções. A internet passou a ser o palco de toda propaganda reprimida nos passeios públicos e, para além disso, de toda ira, irracionalidade e intolerância que precisamos conter para nos relacionarmos no mundo real, com o mínimo de civilidade. É sempre mais fácil ofender atrás de um teclado, como se o ambiente virtual se tratasse de um mundo paralelo, sem repercussões no natural.
 
A rede mundial de computadores deu voz à revolta e à indignação que habita em cada brasileiro frustrado por não contar com gestores e representantes cujo trabalho esteja voltado à execução do que vem sendo prometido, a cada eleição.
 
Vivemos uma enxurrada de propaganda e argumentos marcados pelo ódio e pelo engodo, muitas vezes de responsabilidade de grandes entusiastas ideológicos, também eleitores, que findam por esquecer o que de mais importante há em uma campanha eleitoral: o conhecimento das propostas e dos meios pelos quais seus candidatos as cumprirão.
 
Em três semanas, o cidadão brasileiro porá um fim nos acirrados debates virtuais, apertando a tecla “confirma”.   A magistratura paraibana, a quem cumpre assegurar que essa manifestação decorra exclusivamente da livre vontade do eleitor, espera que ela também seja consciente. Passou da hora de buscarmos na internet – com a mesma maestria que encontramos memes, vídeos constrangedores e fake news –, os programas e propostas dos candidatos e passá-los em revista. Com até mais facilidade que temos para vociferar e acusar, podemos avaliar “quem” quer fazer, o “que” quer fazer e “como” se propõe a fazer mais e melhor pelo povo brasileiro.
 
Talvez assim nos aproximemos dos debates que realmente importam ao futuro da nação; os que conduzirão a reformas estruturantes em educação, saúde, emprego, moradia e segurança, sem a odiosa poluição das ruas e das redes sociais.
 

Mais Notícias



Convênios
Ver todos
Plano UNIMED
Formulários de adesão e exclusão.

Receba as novidades da AMPB



Atualize seu cadastro


AMPB - Associação dos Magistrados da Paraíba

Av. João Machado, Nº 553, Centro, Empresarial Plaza Center, 3º andar, Sala 307, João Pessoa - PB, CEP: 58030-520.

Fone/Fax: (83) 3513-2001

Jornalista Responsável: Jaqueline Medeiros - DRT-PB 1253




© 2018. Todos os Direitos Reservados. AMPB - Associação dos Magistrados da Paraíba

Av. João Machado, Nº 553, Centro, Empresarial Plaza Center, 3º andar, Sala 307, João Pessoa - PB, CEP: 58013-520.
Fone/Fax: (83) 3513-2001
Jornalista Responsável: Jaqueline Medeiros - DRT-PB 1253